Quem foram os Pré-Rafaelitas?

788px-JWW_TheLadyOfShallot_1888

Olá pessoal,

Hoje vou falar um pouco sobre um assunto um tanto diferente que tem a ver, de certa forma, com o conteúdo do blog.

Como vocês já sabem, eu estou me graduando nesse semestre, no Curso de Artes Plásticas, pelo CEFET-CE. Vocês também já sabem que o meu trabalho final é sobre fantasia medieval. Mais precisamente, ilustração voltada ao tema. No meu caso, são ilustrações voltadas para Lâminas do Inverno. Este é um dos motivos do porquê de eu ter deixado 7 Anciões e derivados um pouco de lado aqui no blog. O fato é que: eu estava juntando o material referente para voltar a postar sobre o assunto aqui.

Pois bem, enquanto eu corrigia uns detalhes de meu Relatório Técnico, tive a idéia deste post. Como obviamente, eu devo citar um percurso metodológico da coisa, em meu trabalho, eu cito o movimento Pré-Rafaelita da História da Arte. Isso porque as pinturas deste movimento, têm muito em comum com a ilustração fantástica.

Então, quem foram os pré-rafaelitas?

Vejamos o que podemos encontrar na internet, em um artigo muito bom do site Itaú Cultural:

“Em 1848 um grupo de jovens artistas ligados à Royal Academy de Londres funda a Irmandade Pré-Rafaelita, são eles: John Everett Millais (1829-1896), William Holman Hunt (1827-1910) e Dante Gabriel Rossetti (1828-1882). Com o caráter de sociedade secreta, o grupo almeja realizar uma reforma na arte britânica mediante a recuperação do modelo dos pintores florentinos do Quattrocento. Em sua tarefa o grupo é conduzido pela mesma preocupação com a sinceridade e o mesmo incômodo em relação ao preciosismo da arte oficial, que leva na França os pintores do grupo de Barbizon e Courbet na direção do realismo. Ao contrário destes, os pré-rafaelistas propõem como solução ao artificialismo da arte acadêmica a retomada dos pintores anteriores a Rafael (1483-1520), para eles o responsável por toda a insinceridade da arte diante da natureza. Trata-se então de voltar ao tempo em que os artistas eram artífices “sinceros e fiéis à obra de Deus”, a natureza, e se empenhavam em copiá-la de modo simples e direto, sem o filtro das formas pre-estabelecidas da pintura acadêmica.

 

Além dos artistas fundadores, integram a fraternidade o pintor James Collinson (1825-1881), o escultor Thomas Woolner (1925-1892) e os críticos W.M. Rossetti (1829-1919) e Frederick George Stephens (1828-1907). Desde o início, o movimento também tem pretensões literárias. Admiradores dos poetas John Keats e Alfred Lord Tennyson, o grupo lança em 1850 o periódico escrito em prosa e verso The Germ [O Germe]. A revista dura quatro números e termina no mesmo ano. Além de poemas, inclusive de membros da Irmandade, o órgão literário editado por W.M. Rossetti ajuda a divulgar as teorias do grupo. Dante Rossetti, um dos mais talentosos pré-rafaelitas, assim resume seus objetivos: “ter idéias genuínas para se expressar; estudar atentamente a natureza, de modo a saber como expressá-la; simpatizar com toda arte anterior produzida de modo direto, sério e sincero, e nunca com obras convencionais e ostentatórias ou com técnicas aprendidas de modo mecânico; e, o mais importante, produzir pinturas e estátuas consumadamente boas”. Tais objetivos levam os artistas ao uso de uma técnica clara, brilhante e nítida. Com relação aos temas, posto que eram totalmente avessos à pintura de gênero, eles retomam os assuntos religiosos e elevados da arte medieval e do primeiro renascimento.

O quadro Ecce Ancilla Domini (1849-1850) de D.G. Rossetti revela bem a atitude dos pré-rafaelitas. Nessa pintura o artista busca apresentar o momento da Anunciação, usualmente representado segundo o modelo medieval. Contudo, o artista descarta esse modelo, negando a cópia pura e simples dos mestres medievais. Para ele, trata-se de recuperar o espírito desses mestres, que significa antes de tudo ler a narrativa bíblica com um coração devoto e visualizar a cena com sinceridade e singeleza, interpretando-a através de sua própria sensibilidade, mas com a máxima fidelidade e detalhismo.

As iniciais PRB (Pré-Raphaelite Broterhood – Irmandade Pré-Rafaelita) são usadas pela primeira vez na pintura A Infância de Maria Virgem de D.G. Rosssetti em 1849, e logo são adotadas pelos outros pintores. Ao se decifrar o significado da sigla em 1850, diversas críticas públicas são feitas aos pré-rafaelitas. Charles Dickens condena a rejeição explícita do grupo a Rafael, e enxerga a volta aos artistas italianos primitivos como um retorno à feiúra. Mas John Ruskin (1819-1900), o mais influente crítico de arte inglês do período, defende com êxito os pré-rafaelitas dos ataques grosseiros de Dickens.

Apesar de atrair diversos seguidores, a Irmandade se desfaz em 1853. Seus integrantes tomam caminhos diferentes e somente Rossetti leva adiante o nome do grupo, conquanto suas obras posteriores diferissem em essência de suas pinturas pré-rafaelitas. Hunt é o único que continua fiel aos ideais plásticos do movimento, publicando em 1905 o principal livro relacionado à fraternidade, a autobiografia Pré-Raphaelitism and the Pre-Raphaelite Brotherhood. Millais é o mais bem-sucedido entre eles já com uma pintura bem ao gosto popular: em 1885 torna-se o primeiro artista a receber o título de baronete e no ano de sua morte é eleito presidente da Royal Academy. Na década de 1860 há uma segunda vaga de pré-rafaelismo pseudo-medieval na Inglaterra, com pinturas que evocam imagens de uma Idade Média romântica. Um pintor como John Melhuish Strudwick (1849-1937) ainda pinta dentro dessa vertente no início do século XX.

No Brasil seria interessante investigar mais detidamente a relação de algumas obras de Eliseu Visconti (1866-1944) e Ismael Nery (1900-1934) com a estética pré-rafaelita.”

(Fonte: Itaú Cultural – link)

Vejamos agora uma parte do artigo no wikipédia:

“A Irmandade Pré-Rafaelita (Pre-Raphaelite Brotherhood ou PRB em inglês), também Fraternidade Pré-Rafaelita ou, simplesmente, Pré-Rafaelitas, foi um grupo artístico fundado em Inglaterra em 1848 por Dante Gabriel Rossetti, William Holman Hunt e John Everett Millais e dedicado principlamente à pintura. Este grupo, organizado ao modo de uma confraria medieval, surge como reacção à arte académica inglesa que seguia os moldes dos artistas clássicos do Renascimento. Inseridos no espírito revivalista romântico da época, os pré-rafaelitas desejam devolver à arte a sua pureza e honestidade anteriores, que consideram existir na arte medieval do Gótico final e Renascimento inicial (Proto-Renascimento). Ao se auto-denominarem pré-rafaelitas realçam o facto de se inspirarem na arte anterior a Rafael, artista que tanto influencia a academia inglesa e que é consequentemente criticado pelos pré-rafaelitas. A influenciar este grupo vão estar também os Nazarenos, uma confraria de pintores alemães que, no início do século XIX, se estabelece em Roma e tem como objectivo repor a arte paleocristã.”

(Fonte: Wikipédia.pt – link )

Tudo a ver, não?

 

Apesar de que a Arte Fantasia sempre esteve presente na História da Arte (como por exemplos as figuras mitológicas nos vasos gregos), considero os pré-rafaelitas como aqueles que mais se aproximam da nossa Arte Fantasia atual.

Abaixo mais algumas belas imagens para o deleite de vocês.

 

403px-John_William_Waterhouse_-_Magic_Circle

 

BlairLeighton_GodSpeed

Sir_John_Everett_Millais_003

St-George-Burne-JonesL

About these ads

4 Respostas para “Quem foram os Pré-Rafaelitas?”

  1. Jonatan Diz:

    Já vi a maioria que você colocou aqui, e eu amo!
    Tantos detalhes, as cores, as mulheres, tudo muito belo!
    Amei essa postagem. E boa sorte ai no final do curso =D

  2. Bacana, não é?

    Confesso que sou admirador declado dos pré-rafaelitas. Mais precisamente desse período em que eles passaram a retratar mais os temas de cavalaria e misticismo!

  3. Struggling to get your car paid off? Are you mad about the last deal you
    got? Perhaps you’re looking for an automobile now, and you’re not sure
    what to do differently. You’re in the same boat with many other people. Keep reading to find out information regarding what to do next time you enter a dealership.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: