Que a Guerra começe!

dw4É isso mesmo! Que a Guerra começe!

A Logo acima é a respeito de um grande concurso internacional de concept art 2d e 3d.

Mas esse não é um concurso comum. Trata-se do MAIOR concurso mundial envolvendo design de personagens para games e afins. Ele é feito uma vez por ano e tem duração de 3 meses (começando agora na metade de março) no qual, durante este período o participante deve se inscrever em algum fórum participante (acho que são 12 no total, um deles por sinal, do Brasil, o 3d4All) e postar em um tópico específico, toda a sua progressão. Do rascunho bem rascunhado até a ilustração final. Ou seja, trata-se de uma disputa amigável entre ilustradores e modeladores 2d e 3d.

O concurso é aberto a todos em todo o mundo, estudantes, aspirantes a estudantes, profissionais, etc. Ou seja, os melhores do mundo estarão lá. De todos estes, 50 terão o seu nome no Top 50 e destes um será o grande campeão do mundo, obviamente.

E isso não é tudo. O concurso tem tanta importância, que grandes empresas fabricantes de jogos ou de produtos de pintura/modelagem digital o patrocinam.

Para se ter uma idéia, olha só quem são as “pequenas” empresas que patrocinam o evento: Wacom (sim, a mesma fabricante dos melhores tablets); Pixologic (fabricante do ZBrush, ferramenta utilizada para modelagem 3d); Blizzard (preciso dizer algo?); Saber Interactive (Timeshift e Willrock); Gnomon Workshop (Os famosos DVDs de tutoriais e a dona do conceptart.org do qual já falei aqui), dentre outras. A Activision já patrocinou uma vez, não sei se estão nessa agora.

O objetivo maior do concurso é promover a interação entre os artistas e promover uma troca de informações e habilidades que enriqueçam o concept art para games. O mais importante obviamente, são os olheiros das empresas. Como já citei aqui também, no concept, eles contratam qualquer um. O problema é que: eles não contratam os bons, mas sim os melhores! E numa disputa na qual os melhores do mundo estarão lá… sacou já a idéia né?

Para melhor ilustrar a situação do concurso, eles dão uma espécie de briefing e algumas regras a respeito das raças para organizar a coisa. Mas de qualquer jeito, fica uma liberdade criativa ENORME. A história, falando em miúdos é a seguinte:

– No Dominance War III (o passado), houve uma guerra com as máquinas, que utilizaram vários meios disruptivos com viagens interdimensionais instáveis. Tudo isso ocasionou a abertura de portões dimensionais para reinos infernais de onde surgiram os demônios. As máquinas foram atacadas com brutalidade, fazendo-as tomar uma posição mais conservadora, já os Norms (já já eu explico isso) foram praticamente subjugados e obrigados a se retirar do front para suas cidades protegidas com magia.

Mas ainda há esperança, pois as falhas na realidade não são normais. Existe algo que está mantendo as dimensões desestabilizadas. As máquinas e os Norms têm respectivamente a tecnologia e o poder místico para consertar a coisa. O maior problema é o tempo. Logo, cada “facção” tem sua missão nesta nova guerra.

Norms: Sua missão é, com sua mágica poderosa, proteger as cidades, conduzir um assalto a outros mundos e destruir a força misteriosa que está desestabilizando tudo.

Máquinas: Proteger seu mundo natal, destruir toda a resistência, terminar com as falhas dimensionais e recuperar seu domínio de direito sobre o sistema planetário inteiro.

Demônios: Hell yeah, destruir tudo que existe pela frente: mulher, alienígena, máquina, homem, criança, tudo! Total Rampage!

Com isso, cada facção possui uma classe que o artista deve escolher. Não podem existir combinações. É uma e pronto. Mas vejam, só: você tem uma liberdade gigantesca para fazer qualquer coisa. Veja o porquê.

Norms, é praticamente TUDO que possui uma consciência e batimento cardíaco. São usuários de magia canalizando-as em artes arcanas ou em uma poderosíssima arma mágica. Resumindo, são humanos, elfos, anões, dragões, mutantes, aliens, fadas, peixes, tigres, etc.

Suas classes são: Invoker (Usa magia poderosa para ataque), Clericon (magia para curar, fortalecer ou enfraquecer, etc), Stalker (Domina a magia para sigilo, recolhimento de informações e assassinato) e Warlord (Vai para a porrada no corpo a corpo mesmo).

Máquinas, como o nome diz, são… máquinas ora! Elas ganharam consciência quando houve uma explosão em um planeta de pesquisa. Não usam mágica, mas possuem tecnologias avançadíssimas.

Suas classes são: War Machine (Máquinas maiores que 6m x 6m x 6m, especialistas em assalto, 100% metal e afins), Cyborgs (Partes vivas do corpo com adições mecânicas, controladas por uma CPU) e Scout (Captadores avançados das máquinas. Podem ser 100% máquinas ou híbridos, compostos de animais e máquinas).

Demônios são os true power of hell do mal e apesar de não usarem magia, possuem uma fusão os elementos fogo/lava, Gelo/frio e Morte/Escuridão.

As classes são: Demon Lord (Demônios gigantescos do mal sem a menor característica humana, extremamente poderosos), Demon Prince (Demônios humanóides com características humanas ou alienígenas, com traços demoníacos no corpo como asas de morcego, chifres, rabo…etc) e Abomination (Criaturas e mortos-vivos – cééééérebro!!! – desfigurados que atacam com garras e dentes).

Pois bem. Este missivista que vos escreve irá participar também do concurso. Minha intenção na verdade, não é nem beem ganhar (claro que ganhar é bom, ora bolas! Esse papo de “importante é competir” é para gente frustrada e perdedora!) o 1º. Minha intenção maior na verdade é fazer algo bem bacana e quem sabe atrair o olhar de algum diretor de arte. Claro que outro objetivo meu também é aprender mais sobre o processo de criação de personagem para um game.

Meu problema é: A maldita dúvida cruel. Estou com várias idéias mas obviamente, devo seguir apenas uma. Para facilitar minha vida, estou fazendo uns thumbs (imagens rascunhadas e pequenas, vem de thumbnail) para melhor me guiar. Já fiz um, que é uma espécie de Cyborg alienígena inspirado no Alien (aquele dos filmes, mesmo). Quando fizer todos eu coloco aqui para vocês verem. Afinal, até essa série de esboços, FAZEM PARTE SIM do concurso. Uma regra é: poste no fórum participante o processo de criação. Resumindo, é obrigatório ao longo dos meses, você fazer o passo-a-passo da criação até a ilustração final.

cyborg_alien

Mas tudo bem, vamos lá!

A página oficial do concurso você pode checar aqui

A página com os vencedores dos concurso passado (Top 50), vocês podem ver aqui e encher os olhos!

—————————-

Bem, mudando de assunto agora, mas ainda no mesmo tema: concept.

Eu estive pensando nestes dias. Ultimamente não tenho ficado tão satisfeito com as minhas ilustrações e também cheguei a uma conclusão.

Possuo meus projetos pessoais e tudo o mais. Ok. Mas vejam bem, a área em que eu resolvi trabalhar foi a do concept art. Pode ser que esse concurso seja minha chance, mas também, é ÓBVIO que eu não vou ficar preso somente a ele e deixar todo o resto largado. O que quero dizer, é que tive uma idéia. Na verdade, é mais uma conclusão/idéia.

Farei um mega treino para mim mesmo, primeiro como forma de melhorar minhas habilidades, segundo como forma de incrementar meu portifólio que ainda é fraco e pequeno. Minha idéia é:

Imaginar que Próxima Guerra (QUE POR SINAL, MUDAREI O NOME! – mas isso é assunto para outro tópico) é um jogo de ação/espionagem/estratégia e desenvolver concepts como se fosse realmente para tal. Isso tanto enriquecerá meu projeto, lhes dará imagens legais para vocês conhecerem ainda mais o universo e aumentará meu portifólio, tornando-o mais variado para apresentação junto a empresas e afins.

No caso de Inocência, o negócio também é simples. Imaginarei que seja um filme ou uma animação, a qual farei imagens como se fosse CENAS da série. Uma espécie de roteiro, mas não contínuo.

Com 7 Anciões a coisa já está em andamento. Imaginar que é também tanto um jogo eletrônico de RPG/fantasia quanto um livro (no caso as Lâminas do Inverno).

Na verdade a maior intenção é aumentar o portifólio com coisas futuristas, sci-fi, etc. Coisa que tenho pouco ainda e que gosto bastante. Além disso, é coisa que se exige muito por aí, afinal, a maioria dos games utiliza este tema.

Claro que não esquecerei os quadrinhos. Eles serão produzidos sim. Há tempo para tudo isso sim, basta organizá-lo corretamente e não me distrair com bobagens. É difícil, eu sei, mas quem disse que carreira de desenhista é fácil? Eu vivo dizendo que tal é para os mais persistentes.

Que a Guerra começe!

3 Respostas to “Que a Guerra começe!”

  1. Graco Says:

    BOA SORTE nomad! no concurso! e tipo vais mudar o nome da história( proxima guerra)? alguma razão especial rapaz ? ( eu gosto do titulo )

  2. Mestre podemos participar, se vc quizer podemos criar alguma coisa juntos! \o/ enjoy mestre!

  3. Cilio: Bem, eu já fiz uns thumbnails de ontem para hoje. Vou iniciar no fórum do 3d4All a minha participação e ver o que o povo acha. Hoje ainda estarei colocando aqui também as sugestões que coloquei. Apesar que acho que tenho o personagem em mente já. Mas quero primeiro ouvir a opinião da galera.

    De qualquer jeito, o concurso é individual. Isso tá bem explícito nas regras…

    Graco: Mudarei por causa do Next War de Civilization IV. Reinstalei esse jogo e vi a modificação (o MOD é próprio do jogo). Sei que a possibilidade de vir a me causar problemas futuramente é pouca. Mas, não quero arriscar. De certa forma, alguns designs sofrerão modificações também. Mas é pouca coisa. Tanto que o nome não mudará muito também, nem o contexto do mesmo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: