Forwën Lainas [Lâminas do Inverno – 7 Anciões]

forwenpers E agora, finalmente falando dos personagens de 7 Anciões, falarei desta que talvez seja uma das mais desenvolvidas do universo. Como vocês já viram nos textos que eu coloquei, ela é uma moça de cabelos brancos, média estatura, com idade aparente de uns 19 anos.

É também uma das personagens minhas mais antigas. Foi criada, admito, em um jogo de RPG, como NPC (aos leigos, personagem não-jogador. Resumindo, um personagem criado para ajudar os personagens dos jogadores). Apesar de tudo, depois disso, ela evoluiu.

Admito também que 7 Anciões de início foi criado para ser um cenário de RPG ou coisa do tipo. E ainda será. Mas mais que isso, é um universo no qual um coletânea de textos farão parte. Resumindo, é um mundo de fantasia e só.

Voltando à concepção da personagem, na história das Lâminas do Inverno, como uma das personagens principais, obviamente que ela é importante na trama. Mais que isso, a trilogia gira em torno dela.

É uma personagem que vai evoluir mais e mais no decorrer da história, servindo como base para o crescimento de Nynther que em contrapartida a ajudará no primeiro livro.

A base dela é algo que não tenho descrição, pois não foi tirada de canto nenhum. Claro que para os desenhos atuais eu pego referência de fotos.

Talvez seja dos meus personagens que menos mudou. A idéia sempre foi a de uma garota, atormentada por lembranças antigas, que tem um passado obscuro mas determinada a descobri-lo. Para isso, ela contará com ajuda é claro. Portanto, a história é um romance.

Seu temperamento é orgulhoso e ao mesmo tempo, pode ser esquentado as vezes. O motivo para o orgulho, pode ser que esteja em seu sangue, pois ela descende de uma poderosa linhagem (a história desta linhagem será contada mais para frente, seja em quadrinhos ou texto, ainda vou decidir). Quando ela descobrir toda a verdade, haverá um questionamento sobre sua ações e sobre ela mesma.

Na história, ela vai descobrindo aos poucos sobre si mesma. Claro que no primeiro livro ela descobrirá grande parte de seu passado, mas também nos outros livros mais coisas irão sendo descobertas. A intenção é fazer o leitor conhecer os mistérios que circudam esta personagem, e junto dela e de seus companheiros, desvendá-los e superá-los até o grande final.

12 Respostas to “Forwën Lainas [Lâminas do Inverno – 7 Anciões]”

  1. Bruno (Shooting Star) Says:

    É percebo que ela realmente pouco mudou, mas não tem porque mudar… é uma ótima personagem.

    Amigo meu adorou um desenho de estudo que você tinha feito dela e postado na antiga home page.🙂

    Torcendo para que tudo dê certo!
    Ansioso pelo livro…

  2. Graco Says:

    Eu estava lá quando ela nasceu! o Hamxus também! hehehehehe, Bem tirando a velha rixa entre os dois, Forwën é uma boa personagem. A do livro que não tem exatamente correspondência (penso eu) com a do rpg, mas acho que ela ajudou muito a desenvolver o conceito da atual😄.

  3. Hum, acho que até imagino qual era o desenho.

    Meus sinceros agradecimentos.

    Quanto ao livro, eu o estou escrevendo com tudo. O problema são as milhões de coisas que tento fazer ao mesmo tempo hehe

  4. Sabe, quando eu estava escrevendo esse post, eu já tava esperando a sua resposta!

    Mas você tem razão, a Forwën da época do rpg ajudou muito a desenvolver o conceito da atual, mas realmente uma tem nada a ver com a outra. Ainda mais que são de universos diferentes.

  5. Bruno (Shooting Star) Says:

    É, eu também tenho esse problema de querer fazer muitas coisas de uma vez. Se eu ficar na mesma acabo ficando meio stressado e com preguiça.

  6. É que as idéias fervilham e vou desenvolvendo ao mesmo tempo. Sigo a inspiração no caso e é uma auto-tentativa (isso existe?) de ser versátil. Mas quando eu for desenhar os quadrinhos definitivos das histórias, eu farei uma enquete aqui no blog sobre qual deveria fazer primeiro.

  7. Bruno (Shooting Star) Says:

    Isso! É bom a enquete, mas coloque apenas as que você também estiver disposto a fazer… aiuhauihiua😛

  8. Com certeza uai!

  9. Graco Says:

    Por enquanto o menu é ” Inocência”, “Laminas do Inverno” e “Next War”; Minha opinião: Sem Dúvida é Inocência, porque? Bem eu conheço o velho Nomad desde se sua época de Praça portugal até hoje, e uma coisa que o acompanha por todas as fases por qual ultrapasso ( ultrapassou porque ele não deixou “passar” ele se superou) uma coisa sempre veio com ele, e era a história da Minako que agora é Mina, em fim uma história que vem sendo amadurecida a tanto tempo que só pode ser muito promissora! Claro não estou falando que as outras histórias ficariam por menos, mas Para mim “Inocência” (vixe agora que me ocorreu, Não tem um livro com esse nome?) tem um sabor a mais porque eu pude acompanhar um pouco da sua evolução, desde a época dos “anjinhos felizes” até a atual pintada com cores um mais sombrias e frias e é inevitável para mim preferir essa em relação as outras.

  10. É, para mim também!😀 Valeu pelo comentário Graco! Você realmente foi um dos que acompanhou mais de perto a evolução da Mina, Roalmeh, etc… portanto, conhece a fundo esses personagens.

    Intimamente também tenho certa preferência por Inocência porque os personagens, principalmente a Mina, foi praticamente o início de tudo, logo, nada mais natural que ela fosse o início realmente das minhas HQs. O verdadeiro ponto de partida.

    Acontece que quero dar uma garimpada melhor em Inocência ainda. Além de que: Inocência é uma história mais pesada e madura. Tem a intenção de envolver o leitor e confundí-lo propositalmente. Já Próxima Guerra, apesar das mensagens e do contexto, além de ter a intenção de divertir, é algo mais comercialmente viável (venhamos e convenhamos, HQ é um produto comercial, não importa o nível de “arte” que você emprega). E pode ser mais atraente ao leitor – Não vão pensar que eu sou um vendido viu? Não foi isso que eu quis dizer!

    Já as Lâminas do Inverno, não falei nada porque o projeto de quadrinhos será depois do Livro. E este eu tou escrevendo aos poucos. Por isso que nem citei nada dele. De qualquer jeito, a título de informação, tou na página 26… ainda.

  11. Graco Says:

    Bem, realmente acho que como trabalho de estréia Inocência é uma proposta no mínimo ousada, pois é uma coisa mais introspectiva ( não que isso a faça ser menos interessante, pelo contrário) e assim sendo é uma história que não se entrega logo de inicio, ela vai envolvendo o leitor como uma serpente e aos poucos e quando este se da conta já está preso na história, o problema é que isso exige um pouco de paciência do leitor, e nessa geração “fast food” do imediatismo é arriscado exigir do leitor que ele tenha essa paciência logo de cara com um autor que ele mal conhece, (se conhecer: pensando grande) e ele pode nem dar a chance há obra. Bem pelo o que eu sei de Next War é bem provável que ela exija um pouco menos de paciência do leitor logo no inicio, (mais ação) mas como acho que conheço o NomaD o bastante para apostar nisso, com certeza o desfile de imagens empolgantes de Ação e cenários são apenas armadilhas! Enquanto o leitor se distrai com as cenas bacanas, uma trama se arma ao seu redor, o que era obvio fica duvidoso e quando você menos espera está cheio de interrogações, querendo saber o que vem em seguida. Então Pensando racionalmente Next War me parece mais viável. ps: Mas mesmo assim quero finalmente poder acompanhar as desventuras da Mina

  12. É isso aí. Você entendeu perfeitamente o que eu quis dizer…

    De certa forma, o “Noite no Quarto” e a história solo de Próxima Guerra que vou fazer, vão ajudar a decidir.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: