Tudo isso?!

mina_facaOlá pessoas persistentes (?) e fiéis (?) que aguentam o conteúdo desse blog!

Novamente venho aqui neste espaço mexer com a cabeça de vocês e expor mais um tema desagradável para quem é desenhista/ilustrador/sei lá mais o quê. Na verdade tá mais para um desabafo mesmo e garanto que a maioria que ler isso aqui, que também desenha, vai sentir alguma familiaridade.

Pois bem, aconteceu o seguinte: Recentemente eu recebi a encomenda de um amigo para desenhar o personagem dele em um estilo nem tanto estilizado (é o desenho do tal do anjo branco que tem na galeria). Até aí tudo bem, afinal, como vocês devem ter visto (também na galeria) que eu gosto e costumo fazer tanto um estilo mais “acadêmico” quanto a estilização mesclando o ocidental com o oriental (o desenho acima é antigo, portanto desconsidere, apesar que irei aproveitar o rascunho, mas isso é outra história).

Continuando, fiz o desenho e cobrei míseros R$ 40,00. Pois é, isso mesmo, um trabalho de criação por essa bagatela. Nada mais natural, afinal ele não vai vender o desenho, nem vai utilizar como marca ou coisa do tipo, além de ser uma coisa mais pessoal. É o velho caso da diferença de se cobrar uma logomarca para a padaria do seu João e uma logomarca para uma rede de panificadoras famosa.

Tudo bem até aí. Não houve reclamação do preço (teve um pouco na verdade) e fiz a ilustração numa boa, detalhando o personagem, vestuário e etc. O problema foi que: ele me relatou que uns amigos dele simplesmente não acreditaram que ele deu quarenta reais em um desenho! (Traduzindo: acharam COMPLETAMENTE um absurdo o cara me pagar essa quantia exorbitante pela ilustração).

Naturalmente quando li isso (ele me contou via internet), confesso que o sangue subiu às faces (Sou o tipo do cara altamente paciente, meio rabugento, mas paciente sim. Porém, quando o sangue sobe…)

Nem ousei perguntar quanto os tais amigos achariam que ele deveria pagar.

Então chego no ponto que queria chegar, depois de toda essa lenga-lenga. É incrível esse pensamento.

As pessoas RIDICULARMENTE acham que quem tem alguma proficiência no desenho é por causa dessa besteira chamada de dom. E se é dom, algo ganho de “graça” é apenas pura diversão.

(pausa para xingamentos cabeludos).

….

Bem, voltando. O problema é a ignorância dessas pessoas e também o fato dos PRÓPRIOS DESENHISTAS simplesmente NÃO se valorizarem. Se a ilustração ou o desenho de HQs é arte ou não (não irei entrar nesse debate porque aqui sim, as opiniões realmente se dividem e esse não é o foco do post) isso não interessa, o que interessa é que é coisa séria sim. Como falei antes, mesmo que a função primordial seja ENTRETENIMENTO, há todo um processo por detrás de tudo.

Claro, outras formas de expressão também tem os seus problemas, mas acredito eu (não estou afirmando NADA!) que em escala BEM menor do que o desenho. Afinal, no desenho a probabilidade de você trabalhar como autônomo é maior, logo você é uma pessoa que venderá SERVIÇOS a um preço que você mesmo tabelou.

As pessoas não enxergam que para se ter uma habilidade no desenho, não tem esse troço de dom (Betty Edwards que o diga). O que existe mesmo são pessoas que possuem uma facilidade para desenvolver a PERCEPÇÃO visual melhor do que as outras, melhorando o traço de forma mais eficaz e rápida do que outros. E aos que perguntarem: “E aquele molequinho de 6 anos que desenha personagens de cartuns maravilhosamente bem?” – Ao que eu respondo: Tudo bem, eu mesmo já vi um desses “pequenos gênios” em ação, ao vivo e a cores. Mas vi que ele só fazia cópias. Personagens autorais que é bom, nada. E outra, esses “prodígios” são em que escala mesmo? Ele pode até ter o “dom” para isso, mas em compensação ele com certeza terá uma outra disfunção para compensar isso (Isso já é assunto batido e já provado). Cite-me por favor um desses “pequenos gênios” que cresceram e hoje atuam no mercado de ilustração e quadrinhos. Eu pelo menos nunca vi!

Pois é, o desenho é coisa séria. Claro que é um trabalho manual bem prazeroso de se fazer. Mas nem tudo são flores amigo. Se você é ilustrador, você ou trabalha para uma empresa, ou para si mesmo, vendendo serviços. Em ambos os casos, você TEM que cumprir o famoso DEADLINE, ou Prazo de Entrega. Resumindo, noites e dias direto, desenhando, rascunhando, enviando para o cliente e recebendo as alterações a fazer, etc. Se você é quadrinhista, tudo bem, ou você trabalha para o velho esquemão do exterior e portanto tem uma cobrança monstruosa para entregar as páginas, ou você faz quadrinhos autorais. Neste último caso, você realmente tem todo o tempo do mundo (em teoria) para criar tudo daquela revista e lançar seja lá aonde a sua número 1. Certo, mas no momento em que você inicia o processo, você firma um compromisso com o seu leitor que irá querer ver a continuação da história, concluindo: Você também tem prazo.

Fora o fato de que você gastou um enorme tempo, treinando, estudando (na verdade o bom desenhista ainda gasta) o traço, o desenho. Gastou papel, energia, coluna vertebral (ninguém é de ferro pô!), investiu em materiais, suportes tudo isso para se profissionalizar!

Falemos então do trabalho. Na ilustração, você precisa, como já disse, fazer os rascunhos, sugestões de cores, conversar com o editor de arte (ou o cliente) sobre as mudanças, fora um milhão de coisas.

No desenho, a questão é pior ainda. Temos model sheets, rascunhos, rafes, roteiro, estudos, e muito mais coisas também.

Então não se engane, retire aquela imagem romantizada de desenhista que você tem na cabeça e entenda um coisa: O desenho ou ilustração é uma profissão séria, como qualquer outra. Aprenda a se valorizar, mas também não exagere. Se você tiver técnica, se você é um profissional, então se valorize!

Termino aqui, deixando o endereço do blog do Hiro (um ilustrador bastante conhecido) no qual ele fala sobre esse assunto: “Porque NÃO desenhar de graça”. Boa leitura! –

6 Respostas to “Tudo isso?!”

  1. Bruno (Shooting Star) Says:

    Também acredito que as pessoas deviam levar mais a sério.
    O problema é que muitas pessoas ainda não enxergam bem o mercado. Os amigos dele provavelmente ainda nem estão na faculdade…

    Existe também os favores e presentes. Às vezes um amigo que “desenha bem” pode fazer um favor ou dar de presente um desenho, mas quando o amigo se profissionaliza na arte, então o trabalho dele tem que ser valorizado. O preço, não importa. Ambos podem chegar a um acordo facilmente. Se eles tiverem em mente qual a função o desenho/ilustração vai ter. Se ele quer uma imagem para um jogo, livro, logomarca… significa uma coisa. Se ele quer a imagem para expor, já é outra coisa.. e se o desenhista fez em homenagem ao amigo.. já é outra coisa.

    Concordo com você, e temos que conversar um pouco sobre isso. Acho que vou querer os seus serviços para um livro. =)
    Em breve, entrarei em contato com você.
    Até.

  2. Lubasa Says:

    bem jah tive diversas vezes esse tipo de rolo sabe eh uam dor de cabeça.. td isso por um desenhinhuuuuuuuu … ah num quer num paga acha outro q faz oras =_+
    quando dava aula de quadrinhus ensinei os mlks a cobrar pelo q faziam mesmo q fosse valor simbolico o diabos q seja .. vc perdeu anos estudando num tem sentido vc fazer de graça… nem relogio trabalha de graça pow =_+

    outra q me irrita eh seu nome sera divulgado😮
    mas trabalhso apgos meu nome sai nos creditos tbm do mesmo jeito mais do q obrigação do contratante oras =_=

    tah meio corrido aki mas vi os outros posts e achei muito bons suas cores atualmente =3

    abração

    lubasa

  3. Valeu!😀

    Bem, pois é. É uma coisa que todos nós devemos lutar contra. Eu também já dei aula de desenho e falava a mesma coisa! Essa do “nome divulgado” é o fim da picada mesmo. É como você disse: No trabalho pago, o nome sai nos créditos pô! E você ainda pode incluir no seu portifólio.

  4. Poizé. Como eu disse, os ilustradores tem que se conscientizar mais. Afinal, fomos “nós” que deixamos a coisa toda acontecer. As pessoas simplesmente não entendem e não conhecem como funciona o processo. Cabe a nós mostrar a seriedade da profissão.

    Qualquer hora, qualquer minuto😀. A gente conversa !
    Até!

  5. Graco Says:

    Bem para por um ponto final legal lembro o que o Coringa falou (Dark Knight) ” Se você é bom numa coisa, nunca faça de graça”.😄

  6. Nem me lembrava dessa. Coringa é o cara!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: