Noite no Quarto

Imagine um quarto pequeno, um dormitório. Tamanho 3×3 metros. Imagine-o de noite, com a única porta fechada assim como a janela a qual deixa entrar apenas uma leve luz azulada, refletida pela Lua. As luzes elétricas estão apagadas (são apenas três, um abajur, a lâmpada do teto e uma pequena luminária para estudo).

O quarto é composto de: uma pequena cama de solteiro, um armário de três portas, uma escrivaninha de madeira, uma cadeira, uma lixeira e um criado mudo. Tudo bem apertado, mas que pode ser arrumado de forma que não fique tanto assim.

Agora imagine você nesse ambiente, tentando dormir mas impossibilitado disso por causa de seus demônios interiores. Você tenta ligar a luz, mas ela não acende. Você quer abrir a porta, mas ela não abre. A escuridão então se torna maior e o quarto começa a “ganhar” formas próprias, deformando-se. É então que você está preso ao dilema do que é real ou não.

quartoEsse é o tema de uma pequena história envolvendo a Mina. Como disse em postagens anteriores, o blog será alimentando com estas histórias curtas apresentando tanto o contexto das minhas histórias quanto para apresentar os personagens.

A noite no quarto é apenas um dos vários dilemas diários que a personagem sofre. O dormitório (uma espécie de pensionato para alunos e alunas internos do colégio) é dividido por duas alunas. No caso de Mina, é que por sorte ela pegou um quarto vago, com apenas uma cama.

A idéia dessa história surgiu quando eu estive refletindo sobre como apresentar mais a personagem. Comecei rabiscando idéias em um caderninho que sempre carrego comigo, até que de súbito tive um lampejo – “Por que não um pequeno conto solo?”. Aí surgiu a idéia deste ambiente fechado.

Portanto, a história em si é uma espécie de piloto do que virá.

mina_rac

4 Respostas to “Noite no Quarto”

  1. Graco Says:

    Estou esperando ansioso, pelo conto põe um contador regressivo no site quando for lançar😄. parabéns pelo blog

  2. Contador regressivo?

    Ele virá, ele virá. Deixe eu apenas resolver uns trabalhos freelances que vieram e farei😀

  3. Shitai Kun Says:

    Rodrigo,esse conto muitas vezes foi minha realidade e muitas noites.
    muito bom,gosto desse tipo de expressão.

  4. É verdade. Acontece com muitos! Não importa a idade também (apesar que quando somos menores, as coisas parecem maiores e mais aterrorizantes). De certa forma, o escuro nos faz imaginar coisas que não existem.

    Como disse no post, a história é uma espécie de “piloto” para a HQ, tratando do psicológico da personagem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: