Photoshop vs Painter

E dando continuidade nas postagens aqui do blog.

Muita gente (ao vivo e a cores) já chegou para mim e perguntou: “Como é que você pinta os seus desenhos?” Ou, em outras palavras: “Você usa que programa?”

A0 que eu respondo: Uso mais (bem mais) o Corel Painter.

Resposta da pessoa: Ah, o Corel Draw?

Eu: Não, Painter, com ER no final.

Pessoa: Não é o Photopaint?

Eu: Painter, PAINTER, Pê Á Í Ene Tê É Erre! P-A-I-N-T-E-R!

Pessoa: Aah, eu não conheço… só conheço o Photoshop.

————-

Pois é, venho nesse post escrever um pouco sobre o programa que eu mais uso para pintar isso aí que tem na galeria, porém primeiro vou falar do velho e bom Photoshop.
Vale lembra que eu não sou nenhuma autoridade no assunto. O que vou discutir aqui é a minha experiência com os programas. Se você quiser conhecê-los mais aprofundamente, a internet está aí, recheada de informação.

photoshopMuito bem, para início de conversa, vamos a um pouquinho de história:

O Fotoxópis começou a ser desenvolvido em 1987, sendo lançado a sua primeira versão em 1990 pela Adobe. Desde o início, ele foi desenvolvido como ferramenta de manipulação de imagens. Em outras palavras, sua função primordial é: EDIÇÃO DE IMAGENS DIGITALIZADAS.

– Photo – Shop. Sacaram?

É verdade que você pode fazer pinturas (e desenhos) maravilhososs utilizando esse programa. Já vi por aí trabalhos tremendos utilizando apenas ele. O problema é que, como ele é um editor de imagens e não um programa de desenho, você perde um pouco de tempo tentando simular certo efeito de material (como aquarelas). Tutoriais disso é que tem de sobra na internet.

A vantagem é por exemplo: Você digitalizar aquele desenhos já arte-finalizado e pintar por cima dele, selecionando as áreas desejadas. A ferramenta seleção do PS é excelente. Outra grande vantagem é o poderoso modo History que praticamente dispensa comentários. Finalmente, podemos baixar brushes e mais brushes. O grande problema disso, é que muitas pessoas se prendem aos brushes, que são geralmente, coisas pré-feitas (por isso que a pasta “brushes” está inserida na pasta “Presets”) que acabarão atuando como meros carimbos. Por um lado isso ajuda, por outro se utilizado em demasia ou sem cuidado, acaba tornando a pintura bastante artificial.

Outra grande vantagem dele é que: mesmo sendo um PORRE você pintar utilizando o mouse.

Confesso que passei bastante tempo no PS, até descobrir (nem me lembro como) o Corel Painter.

painterO Painter, primeiramente foi criado por uma empresa chamada de Fractal Design (não sei o ano) e desde então foi sendo desenvolvido até ser comprado pela Corel (por isso, Corel Painter, duh). Assim como o Photoshop ele trabalha com imagens em bitmaps (gráficos rasterizados) e foi criado para simular com maior fidelidade a aparência e comportamento da mídia tradicional. Em outras palavras, é um programa voltado ESSENCIALMENTE para a pintura.

As vantagens dele para mim, são justamente essas: A simulação de vários materiais tradicionais (lembra dos brushes do Photoshop? aqui você trabalha já com “brushes” próprios, bastanto escolher o material desejado); A excelente paleta de cores (tem gente que prefere a do PS, mas eu acho bem mais prático esse triângulo aí), o misturador de cores (esse é um dos melhores macetes do programa) e o fato de você poder escolher até mesmo a textura do papel, o que irá influenciar (dependendo do material) a forma de pintura.

As desvantagens são poucas… primeiro é que: quem não tem tablet, chupa o dedo e chora.

Simplesmente não dá para usar o programa sem tablet. A menos que você seja um herói. – Eu tentei uma vez, mas levei 2 semanas para fazer algo que prestasse. Isso na época em que usava mouse.

A outra, que pelo menos para mim, não é tããão importante assim, é a ferramenta de seleção que é uma droga se comparada com a do Photoshop.

Tirando isso, é praticamente igual, (até mesmo alguns atalhos no teclado), tirando os “brushes”.

Portanto, eu prefiro seguir o que o que um grande ilustrador lá dos EUA me disse uma vez em um email que enviei a ele: “STOP USING PHOTOSHOP AS MEDIUM TOOL!”. – Calma, não estou lhe recomendando que você pare de usar o PS. Longe disso! Apenas estou me justificando o porquê que eu uso mais o Corel Painter. Mas isso não significa que eu não use o PS. Quando quero dar o retoque final (e inicial também) em um desenho, não há quem bata o Photoshop.

Logo, é aquela velha história: Você use o programa que você mais sente confortável em usar, uma vez que no desenho, o resultado final é o que importa. No final, tudo vai virar JPG mesmo.

Apenas uma curiosidade para quem usa o Painter: os “materiais” que eu mais uso são:

Tinta a óleo: Round Camelhair; Fine Camel
Misturador: Oily Blender
Aquarelas: Broad Water Rush
Aerógrafos: Digital Airbrush
Lápis: Grainy Cover Pencil
Pastéis Oleosos: Chunky Oil Pastel

————

Bem, é isso aí pessoal. Amanhã eu posto algo que preste. Cheguei hoje do SANA Fest (um evento, desses de anime/ mangá daqui de Fortaleza) e tou praticamente com a cabeça avoada.

Aos que pegaram o endereço deste blog por lá, sejam bem-vindos. Conto com sua presença aqui!

8 Respostas to “Photoshop vs Painter”

  1. Olá, meu amigo.Quero dizer-lhe que seus esclarecimentos foram de grande valia para mim,parabéns.Um grande Abraço.

  2. Meu caro Alexandre! Fico feliz que este texto tenha lhe ajudado em algo!

    Abraços!

  3. Bacana esse post, eu estava justamente em duvida do que usar, gosto muito do PS, mas o painter me surpreendeu.
    abraçooss

  4. Opa, que bom que gostou do post, meu caro André. Como disse, o PS é bastante interessante e quem sabe mexer nele, faz miséria! Basta olhar a internet aí afora. Mas o Painter é o software mais voltado para a área. Ele também me surpreendeu desde o início e hoje, eu o uso quase que 100%

  5. Desejava mesmo saber mais informações sobre o Painter…pouca gente conhece, é verdade, mas já ouvi falar muito bem dele.
    .
    Realmente, a pintura no Photoshop me toma muito tempo em pequenos ajustes, justamente por isso quero saber mais do PAINTER.
    .
    Forte abraço

  6. Opa Luiz, tudo bem?

    Fico contente que tenha gostado do texto. No novo blog/site (ainda em construção) vou procurar abordar mais coisas do Painter.

    Abração!

  7. jonas Says:

    cara muito legal o post , eu sempre usei o ps, agora acho q vou experimentar o painter, abraço

  8. Rodrigo, o Ps é um programa mais complexo, mas como vc mesmo disse e ta cheio de opiniões na net e enfim, expressa um fato verdadeiro: o Painter é O pintor digital, as grande perguntas são as seguintes: é difícil trabalhar com ele? exige curso ou conhecimento avançado de informática? Obrigado

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: